logoarqeco-novo-2.png

Oriente sua compra pelo nosso Sustentômetro, que auxilia na tomada de decisões de forma intuitiva, baseado em índices de Sustentabilidade

Este material é classificado como:

MATERIAL RECICLADO

simbolo.png

POSSUI
EPD

simbolo.png

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

simbolo.png

EFICIÊNCIA HÍDRICA

simbolo.png

MATERIAL
DE REUSO

simbolo.png

BAIXO TEOR DE COV"s

simbolo.png

FONTE RENOVÁVEL

simbolo.png

CONFORTO AMBIENTAL

simbolo.png

ISO
14.001

simbolo.png

MATERIAL NATURAL

simbolo.png
Revestimento Ecológico 3D "Peixes"

Fornecedor:

Ecoterm

Valor:

Consultar

Solo-cimento

A composição granulométrica básica do solo é, argila e areia. Quando o solo entra em contato com a água por imersão completa, as partículas de argila por serem menores e mais leves demoram mais a se decantarem, por isso as jazidas de argila tendem a ser ricas em recursos hídricos e vegetação. O tijolo de barro convencional usa essa argila como matéria-prima, que após batidos na forma secam no sol para adquirir resistência inicial necessária para transporta-los até aos grandes fornos que em sua maioria queimam madeira para através de altas temperaturas estabilizar e dar resistência ao tijolo de argila.

Os tijolos ecológicos são produzidos com uma técnica similar aos blocos de concreto, a mistura é feita com o solo (argila + areia) + cimento e água, depois prensados e curados na sombra. O cimento é misturado com as partículas finas da argila, e preenchem os espaços menores entre as partículas de areia, criando uma estrutura sólida. Como ele é prensado por 6 toneladas, resulta em um tijolo de massa densa, mais resistente e impermeável, comparado ao tijolo convencional. Essa argila presente na mistura é importante também para dar resistência inicial aos tijolos recém moldados.