top of page

Tapetes com material sustentável


O que é Econyl? Usos e impacto deste tecido sustentável

Já ouviu falar do Econyl? Econyl é um material semelhante ao nylon, feito inteiramente de resíduos reciclados do oceano e de aterros, como plástico industrial, restos de tecidos de empresas de confecção e introduzido em 2011 pela Aquafil. O produto foi concebido como uma alternativa mais verde ao nylon tradicional. O Econyl é geralmente bastante resistente, como o nylon, e pode ser facilmente tecido em tudo, desde roupas a têxteis industriais. Essa fibra é reconhecida por ser bastante elástica quando tecida, embora não seja elástica em sua forma bruta. Embora a elasticidade seja um de seus principais atrativos, o Econyl carece de durabilidade e, infelizmente, não absorve a umidade. Outro ponto fraco do Econyl é que ele é altamente inflamável, derrete se pegar fogo e pode até mesmo derreter quando lavado em temperaturas muito altas. Econyl x Nylon Conforme explicado no artigo sobre as fibras sintéticas, o nylon é uma fibra totalmente sintética que tem suas raízes na Segunda Guerra Mundial, pelo desejo de encontrar alternativas à seda para paraquedas durante a guerra. Após a guerra, houve uma elevada escassez de tecidos para vestidos tradicionais no mercado, como seda e algodão, então o nylon logo encontrou outro uso e rapidamente ganhou popularidade como tecido para roupas femininas. Devido a uma série de problemas com o nylon os fabricantes começaram a mistura-lo com outras fibras para fazer roupas mais duráveis. O Econyl é quimicamente idêntico ao nylon 6, o que significa que compartilha as mesmas características do nylon comum e podendo ser usado da mesma maneira.

Assim como o nylon, o Econyl é elástico e pode ser usado em calças, maiôs e roupas esportivas, entre outras indumentárias. A diferença entre os dois tecidos está na forma como são produzidos. O processo de produção do nylon resulta em um impacto relativamente grande ao meio ambiente, criando um gás de efeito estufa, o qual é tóxico, conhecido como óxido nitroso. Apesar de estar presente na atmosfera em menores quantidades do que o dióxido de carbono, o óxido nitroso possui um efeito muito maior. Na troposfera, esse gás é responsável por absorver energia térmica e, na estratosfera, por degradar a camada de ozônio. O processo de produção também usa grandes quantidades de água e consome muita energia. Lembrando que a principal desvantagem é que o, o nylon não é biodegradável, o que significa que contribui para grandes quantidades de resíduos.

Como o Econyl é feito

O processo de produção do Econyl começa com a coleta de resíduos que, de outra forma, poluem a terra, incluindo pisos de carpete, restos de tecido, redes de pesca e plástico industrial de todo o mundo. Depois de coletados, os resíduos são limpos e separados para recuperar todo o nylon possível. Por meio de um processo de regeneração e purificação, os resíduos de náilon são restaurados à sua forma original. O nylon regenerado Econyl é então processado em fios e polímeros que são usados ​​para fazer roupas e interiores domésticos. Uma vez que os produtos que contêm Econyl não são mais utilizáveis ​​para o consumidor, podem voltar à primeira etapa do sistema de regeneração, produzindo novos produtos. Com esse processo, o Econyl tem a capacidade de ser reciclado “infinitamente”. Econyl é um material “jovem” que, como foi informado na introdução do artigo, começou a ser comercializado em 2011 pela Aquafil é a única empresa conhecida que o produz. A empresa possui escritórios na Itália, bem como na Tailândia, China e no estado norte-americano da Geórgia. Econyl é sustentável? Econyl é um grande trunfo para o espectro já existente de materiais sustentáveis e oferece propriedades ecológicas do início ao fim, o que apoia a visão de uma indústria da moda mais circular. Normalmente, o nylon tem um impacto prejudicial ao meio ambiente, mas, ao usar materiais reciclados para fazer economia, o impacto é reduzido consideravelmente. Isso porque usar redes de pesca abandonadas ajuda a limpar os oceanos. Lembrando que milhares de baleias, golfinhos e outras espécies marinhas morrem todos os anos por causa do emaranhamento em redes de pesca abandonadas. Ao buscar redes de pesca velhas nas águas do oceano para tornar uma atividade rentável, essa taxa de incidência é reduzida. O processo de produção de Econyl também oferece benefícios ambientais significativos, pois para cada tonelada métrica de caprolactama (composto orgânico necessário para criar o Econyl) produzida no processo econômico, 16,2 giga Joules de energia e sete barris de petróleo são economizados. Por outro lado, 1,1 toneladas de resíduos são eliminados e 4,1 toneladas de emissões de CO2 são evitados, em comparação com os métodos tradicionais de produção de nylon. O futuro do Econyl O Econyl é comumente usado para fins industriais e de vestuário e sua aplicação mais comum é para pisos e carpetes. O produto pode ser usado para fazer fibras para cordas e linhas de costura. No mundo do vestuário, o Econyl pode ser usado em itens de vestuário como meias, camisetas e calças. Se a produção se expandir além da Aquafil, a Econyl poderia substituir o nylon por completo. Lembrando que o nylon responde por 60% de 1,4 milhão de toneladas de fibra sintética fabricada nos EUA para a produção de carpetes e a substituição por Econyl aliviaria significativamente o impacto no meio ambiente e traria uma marca positiva no no mundo da sustentabilidade pela indústria da moda.


Argentina de nascimento e brasileira de coração, é apaixonada pela Patagônia e Serra da Mantiqueira. Entusiasta de escalada, trekking e camping. Tem como formação e profissão designer de produto e desenvolve produtos para esportes de natureza.

Comentários


bottom of page